Faculdade Sudamérica

Compromisso Social na Prática

A Clínica Escola de Fisioterapia da Faculdade Sudamérica atende gratuitamente a população com tratamentos neurológico, respiratório, traumato-ortopédico, pediátrico, desportivo, reumatológico, dermato-funcional e gineco-obstétrico. Além de servir de estágio para os acadêmicos, a clínica tem um importante papel social, atuando diretamente na comunidade.

Ganham os pacientes, que recebem muito carinho ao ingressar no tratamento e, principalmente, aperfeiçoam-se os alunos, que têm a oportunidade de aprender na prática toda a teoria vista dentro da sala de aula. Logo no terceiro período, os futuros fisioterapeutas já têm contato com a clínica através de treinamentos com o professor e atividades dentro da própria turma. É a partir do oitavo período que eles têm, de fato, proximidade com os pacientes.

O aluno que vai se graduar em Fisioterapia precisa passar por três tipos de estágios obrigatórios que correspondem à atenção primária, secundária e terciária, cumprindo exigências do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional – COFFITO. A Clínica Escola corresponde ao segundo estágio, o ambulatorial, e é onde o acadêmico chega a cumprir mais de 300 horas de treinamento. É um trabalho positivo e que já prepara o futuro profissional para o mercado de trabalho, uma vez que a faculdade proporciona que ele entre em contato com o dia-a-dia da profissão enquanto estuda.

O resultado de tanto trabalho não poderia ser diferente: a melhora é visível em cada sorriso que vem misturado de felicidade e gratidão. “Minha neurologista me encaminhou para fazer fisioterapia. No começo, eu quase não conseguia chegar até aqui, era muito difícil, eu vinha agarradinha com a minha nora que me acompanhava. Hoje, quase dois anos depois, eu já estou bem melhor e já consigo vir sozinha. As meninas tratam a gente com muito carinho, todas, sem exceção. Eu conto os dias para o grupo, a gente faz alongamento, dança, e só dá alegria”, relata Terezinha Ribeiro Silva de 71 anos.

Para a estudante do nono período, Thamyres Cunha Lobo, vivenciar a prática e acompanhar a recuperação de um paciente são momentos incríveis. “Nós temos professores bons que nos dão base e apoio para que possamos aprender e dividir conhecimentos com os amigos de sala, tudo isso agregando na sociedade. Ao trazer as pessoas que precisam de tratamento para a clínica, a gente consegue proporcionar alegria, dar atenção, descontrair, melhorar a qualidade de vida delas. Todo esse trabalho me proporciona segurança, é um ponto chave para a gente sair daqui com estrutura para atender o paciente, sabendo avaliar, fazer o diagnóstico terapêutico e, de fato, tratá-lo. Com certeza vou me formar bem preparada para atuar no mercado de trabalho”, compartilha.

A coordenadora e professora do curso de Fisioterapia, Ana Luiza Possani Paiva, explica que cada paciente que chega na Clínica é encaminhado para o tratamento individual. “Os atendimentos ocorrem com a intervenção de acadêmicos do nono período, sob a supervisão e orientação de docentes da instituição, e com o apoio do fisioterapeuta, João Batista Jacinto, que é o responsável técnico pela Clínica Escola. O paciente passa pela primeira consulta, que é composta de avaliação por anamnese e exame físico conforme cada especialidade, e atendimentos planejados individualmente. A cada dez atendimentos ou mediante resolução do quadro clínico, o paciente é reavaliado para novas tomadas de decisão por parte da equipe. Durante todo o processo são respeitados os preceitos éticos inerentes ao atendimento, e os pacientes são sempre orientados quanto ao seu tratamento e da sua condição de saúde”, explica a coordenadora.

Com a melhora, eventualmente esses pacientes são encaminhados para o Grupo Terapêutico. “Diante de uma enorme demanda de atendimentos individuais e motivados por pesquisas de Trabalhos de Conclusão de Curso, houve uma preocupação de ampliar o cuidado aos pacientes com queixas crônicas. Em 2015, iniciaram-se os atendimentos em grupo com objetivo de garantir apoio contínuo e com enfoque ao conceito ampliado de saúde. As abordagens iniciais foram em grupos para tratamento de lombalgia, fibromialgia, asmáticos e dores crônicas. A partir de 2017, todos os pacientes com quadro clínico crônico foram selecionados para um grupo que ocorre duas vezes por semana, com duração de 60 minutos. São, em média, 15 pacientes, sendo que alguns deles frequentam o grupo há um ano. Além das intervenções fisioterapêuticas com objetivo de reabilitação, são realizadas ações de Prevenção e Promoção à saúde através da estratégia de Educação em Saúde. As estratégias de ação são voltadas à Motricidade, Funcionalidade, Independência, Memória, Raciocínio, Psicomotricidade, Motivação e Qualidade de Vida”, reforça Ana Luiza.

Só no ano passado, mais de 110 pessoas foram contempladas, totalizando cerca de dois mil atendimentos. A Clínica Escola é equipada com aparelhos capazes de promover ação analgésica, anti-inflamatória, reparo tecidual, redução de edemas, cicatrização de feridas, fortalecimento muscular, liberação de contraturas, termoterapia, higiene brônquica e expansibilidade pulmonar. Para receber o tratamento é necessário levar o encaminhamento médico, cópia da conta de luz, cópia da identidade e do CPF, comprovante de renda e trazer os seus exames; é importante frisar que esse serviço não é oferecido às pessoas que possuem plano de saúde. A clínica funciona durante quatro dias na semana: segundas e quintas-feiras, das 16h às 22h, e nas terças e quartas-feiras, das 16h às 18h, no campus da faculdade.


Data de Publicação: 07/07/2018
Autor: Comunicação FASU
Leia outras notícias

Endereço

Avenida Eudaldo Lessa, nº 627 Bairro Popular - Cataguases/MG

Telefone

(32) 3422-7879

Email

contato@sudamerica.edu.br
Seu navegador está desatualizado.
Clique aqui e faça o download de um novo browser para poder ter acesso ao site.